quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

E foi o que passou ♫ ♪ ♫ ♪...



Coração 1 - Gosto dos teus foras kk...

Coração 2 -  Meus foras?

Coração 1 - Já te chamei para dormir comigo três vezes e as três vezes você falou coisas bonitas que considerei  foras kk...

Coração 2 - :s


Coração 1 - Queria dormir com você, sabe por que?
Para poder sentir seu cheiro, ficar abraçado com você, poder morder sua orelhinha e te dizer coisas bonitas.



Coração 2 -  Você ainda esta apaixonado por mim!

Coração 1 - Não se esquece do dia para a noite. Não é?
Quando você disse assim:
"Não achei a pessoa certa para dormir comigo."
Fiquei triste.

Coração 2 - Não fique!

Coração 1 - Tive a certeza, você não quer nada comigo.

Coração 2 -  Não é tão bom assim dormir comigo, rsrsrs, Pergunte a qualquer um que ja tenha dormido comigo, não vão falar coisas maravilhosas de mim. rsrsrsrs.

Coração 1- Então você acha que não sou a pessoa certa para dormir com você?

Coração 2 - Eu não sou certo para você!

Coração 1 - Por que você acha isso?

Coração 2 - Por que acho que não sou.

Coração 1 - Tem que ter um motivo, Qual?

Coração 2 - Por que eu não sou certo para ninguém. Não no momento, sou todo errado e complicado, E ainda penso nos amores do passado.

Coração 1 - Então volta.

Coração 2 - Voltar para onde? Não existe um porto seguro em meu passado.

Coração 1 - Você tem que dar oportunidade a quem vai te fazer feliz.

Coração 2 - Eu não estou pronto para esta felicidade agora (COVARDE)... Acho que me acostumei a me enganar, repito: O maior traidor meu, sou eu mesmo.

Coração 1 - Essa foi a ultima vez que tentei, meu coração esta nas minhas mãos. Mas vou te esquecer.

Coração 2 - Você não precisa fazer isso, eu não quero esquecer você.

Coração 1 - Toda vez que falo com você, fico mais apaixonado. Você já disse: "Não quero o amor de ninguém".  Então? vou fazer o que na sua vida? se quero lhe dar o meu amor.

Coração 2 - Aprenda a me amar de uma outra forma, de uma forma mais saudável, para você. Eu gosto de você.

Coração 1 -  Tenho que colocar na minha cabeça que você não me quer. Vai demorar... Temos que aprender a deixar as coisas que gostamos livres...

Coração 2 - Sou uma coisa?

Coração 1 - Sim!

Coração 2 -  Pois eu te tenho e te trato como uma pessoa, sou o mais amigável possível, cuido dos seus sentimentos melhor que você mesmo, e você me diz que sou uma coisa?

Coração 1 - Desculpa, a minha interpretação... Vi e não li, pensei que fosse: POSSO TE DIZER UMA COISA. esquentadinho! jamais o chamaria disso!

Coração 2 - Ok, Tudo bem... Me desculpe.

Coração 1 -  Te devo desculpas, O erro foi meu. Você me avisou, me disse: "Você não pode se apaixonar por mim", Eu não lhe dei ouvidos.

Coração 2 - Você tem o meu carinho, a minha admiração. Vai passar... Calma.

Coração 1 - Esta doendo!

Coração 2 - Sei como é, Você vai gostar de mim até que outro apareça, Deixe que isso aconteça, se permita, permita o outro e logo não te machucaras mais.

Coração 1 - Queria poder te dar o ultimo beijo, Obrigado por ter surgido na minha vida neste ano (2011).

Coração 2 - E no ano de 2012, 2013, 2014. 2020, 2056...  :)

Coração 1 - Seja feliz, fica com Deus!

Coração 2 - É uma despedida?

Coração 1 - Pode ser que sim, Ou um ate logo... Vou me afastar de você. Mas... você esta no meu coração

Coração 2 - Isso tudo é uma grande bobagem, Vai se afastar de quem tem enorme estima por você? Se achar que é o melhor a fazer... FAÇA. Boa noite e fica com Deus.

Coração 1 - ( SOFRO MAS EU VOU TE LIBERTAR...) - Raul Seixas ... Desde a primeira conversa no celular, a primeira vez que vi você, o primeiro beijo, para sempre vou guardar. Te desejo do fundo do meu coração, que você seja a pessoa mais feliz do mundo e no meu coração sempre vou te levar...

Coração 2- Obrigado, Eu te desejo coisas boas. Obrigado por gostar tanto assim de mim. Você me faz feliz! SEJA FELIZ.


Filho, Tenho por você uma estima imensa... Eis que agora de fato é tu imortal para mim, Esta gravado no meu mundo 
BY: Igor Queiroz

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Humildemente... Faço-te o favor de lhe prestar atenção!



Nestes dias me aconteceu algo inusitado. Meu único leitor ganhou um “concorrente”, para ser mais preciso, um crítico. Isto mesmo, um crítico. Daqueles bem chatos, rabugentos e que botam defeito em tudo. Mas compreendo, um crítico que se preze não pode achar nada bom. No máximo correto, caso contrário, ele não é um. Algo muito bom para um crítico é algo que não existe, um modelo ideal nunca alcançado no máximo desejado. Nem mesmo Pedaço de mim pode ser considerado uma boa canção de despedida. Mesmo que tenha versos como estes “Oh pedaço de mim, oh metade arrancada de mim.. Oh pedaço de mim, oh metade amputada de mim.. Que a saudade é o revés de um parto. A saudade é arrumar o quarto, do filho que já morreu.”  Para um crítico isto é uma mera simbolização da despedida, que cumpri bem o seu papel.


Meu único leitor vem comentando comigo, que quase não falo dele mais, que já me esqueci de sua importância. Tento lhe explicar que isto não é verdade, que me iludo sim com o meu falso estimulo, que tenho muitos leitores, um fã clube, muitos críticos, muitas "mulheres" (Tudo bem... enganar a quem?) GAROTOS que querem passar só uma noite de amor comigo. Enfim é o estimulo para continuar vivendo, em certos momentos preciso me enganar. Mas volto sim à realidade e lá esta ele, meu único leitor, lindo, sorridente e sempre com um bom papo. E gosto da minha condição, se não tenho leitores, tenho um único, que é muito importante e como conseqüência não tenho leitores indesejáveis, com seus comentários impertinentes ou vazios, que nos fazem arrepender de cada linha escrita. Por isto, não reclamo e agradeço por meu único leitor. Mas agora fui surpreendido e ganhei um crítico, ferrenho, feroz, estúpido e muito sincero.



Ao escrever “AMOR ... traição ... AMOR ... É O QUE EU PENSO!” me veio o crítico, não sei como tomou conhecimento de minha humilde existência e ainda por cima de minhas publicações ( MENTIRA, Eu msm passei o link do blog a ele). Mas por uma intervenção divina ou não, ganho um crítico. Em minha inocência ao conversar com ele. Pergunto meio espantado “Ahh você leu?(Depois de ter pedido para ele ler)  Um texto meu? Como? AMOR ... traição ... AMOR ... É O QUE EU PENSO!? Ahh que coisa, mas o que achou?” Fui piegas demais, concordo. Mas fui pego de surpresa é como se envolver em uma trama, que de repente muda todo o seu enredo. Alias muito sábio, quando dizem por ai “O combinado não sai caro”. Neste caso não houve combinação alguma, mal sabia eu, que tinha um crítico, sardento, moribundo e frenético bem a minha frente. Ele por ser um crítico fez tudo de caso pensado é o obvio ululante. Tramou tudo desde o início, primeiro pensou preciso de ler um mau escritor, um bem piegas, cheio de falhas gramaticais e com total falta de coerência e adesão. Para não fazer um serviço pela metade, ele queria um escritor inexperiente, ingênuo e sem leitores, tudo bem podia ter um único leitor. Eis que me encaixo perfeitamente no perfil previsto pelo crítico, por isto me tornei alvo de sua truculência verbal.


Fiz uma pergunta infantil, o que acha disto? gostou? ficou bom? É o tipo de coisa que não se faz com um crítico. Você tem de ignorá-lo, subestimá-lo e não dar a mínima importância para o que ele acha disto ou daquilo. Mas não fiz isto, muito pelo contrário, perguntei, mostrei meu interesse em saber sua opinião,
me irritei. Embora fosse inteligente, mostrou sua opinião de forma grosseira que é muito diferente de VERDADEIRA / SINCERA.
 Como crítico ferrenho ele começou aparentemente dizendo um elogio. Disse que era muito bom o tema, forte, explosivo e de total relevância. No entanto, pequei, pois só  fui feliz na escolha do tema ao desenrolar  a trama fui chocho. Chocho? Perguntei. É disse ele, chocho. Não disse mais nada, não quis dar maiores explicações. Alias eis que o crítico é perverso e adora provocar e dizer pela metade. Ele não gosta de explicar sua critica e nem gosta que elas sejam claras e simples. Quanto mais confuso ele deixar o criticado, melhor e se for possível até mesmo irritado, possesso, pronto pra matar. Neste caso o crítico atinge o seu orgasmo, chega em sua plenitude ao ponto máximo de satisfação e delírio. Neste momento, o crítico se sente autor de uma verdadeira obra prima de importância muito maior do que a própria obra que originou a sua critica. 
Absoluta certeza de que concorda comigo, estou certo senhor critico? #PECADO

Alias os críticos dos críticos sempre dizem isto, mas este povo ai não cria, só critica. Um grande erro, pois os críticos criam sim. Eles criam algo que seria o oposto de toda criação. Criam à antípoda, a complementação que o autor não seria capaz de cunhar.  Ele faz o que poucos tem coragem de dizer, além disto, fala com propriedade, embasado em livros de Platão, Freud, Nietzsche. Assim como nas obras semelhantes, suas influencias antepassadas e blah blah blah. O crítico é tão bem embasado, que sempre nos perguntaremos, afinal de contas, por que ele é um crítico e não é um autor? É tão dedicado, inteligente, criativo e tem tanto conhecimento, seria ótimo como criador, no entanto, preferiu ser crítico. Opressor dos sem talentos, dos maus escritores. Daqueles que como eu, custam a escrever três folhas, que apesar da dedicação e empenho, não saem boas escritas.


Mas agora me sinto completo, tenho meu único leitor e o crítico, sardento, feroz, truculento, que em qualquer desnível de minha parte ira me denunciar, me delatar sem o mínimo pudor. Para o crítico digo que o simples ato de saber da minha existência, de perder o precioso tempo dele com minhas publicações, já é um grande prestígio alcançado por mim, autor. Entre inúmeros e insignificantes autores, consegui o meu crítico mordaz.  E assim todos estão felizes, eu, meu único leitor e minha pedra no sapato. E sempre ele vai dizer  “Olhe, presto atenção em você, isto não é o máximo”. E assim são os críticos, verdadeiros criadores de todas as obras primas já criadas pelo homem.

(: Se não voltar... outros viram... ou posso simplesmente chamar um amigo :)

domingo, 4 de dezembro de 2011

O nosso segredo. ♥

E voltou, então à raposa: 
- Adeus... - disse ele. 
- Adeus - disse a raposa. - Eis o meu segredo. É muito simples: Só se vê bem com o coração.
"Só se vê bem com o coração" - repetiu o principezinho, para não esquecer. 
- Foi o tempo que perdeste com tua rosa que a fez tão importante. 
- Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa... -repetiu ele,para não se esquecer. 
- Os homens esquecem essa verdade - disse ainda a raposa. - Mas tu não deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela tua rosa... - repetiu o principezinho, para não se esquecer. "




OBRIGADO PELO PRESENTE...

*-*

Você é o meu eterno Little Prince e eu para sempre 

serei a sua Foxy...  

E este foi o presente que ele me deu.




You : Tchago Almeida
and           
Me : Igor Queiroz



AMOR ... traição ... AMOR ... É O QUE EU PENSO!


Pois se algum dia, por aventura meu amor me trair...
Ele vai estar cravando um punhal no meu peito...
Vai doer, vai sangrar, vou chorar e sofrerei alem do que a ferida viva vai mostrar.
Mas se realmente eu o amar, e ele realmente me amar.
Ao me ver sangrar ele apenas vai cuidar de mim, ate que a ferida aberta viva feche e morra, cicatrize. 
E o tempo que vai levar para cicatrizar esta ferida, será  o tempo que vou levar para confiar novamente nele, no meu AMOR 100%
Sabe por que? Por que eu vou amar ele acima de tudo e ele vai me amar demasiadamente.

ISSO É PERDÃO!



By: H.c

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

DOS MAIS SENSÍVEIS DOS MEUS QUERIDOS AMIGOS, VOCÊ.




O amor tem várias formas de ser demonstrado e vivido. Quando digo amor, estou dizendo afeto, carinho, admiração, consideração é claro que isto tem de ser acompanhado de sinceridade. Pois as pessoas vivem elogiando as outras, mas sem nenhuma dose de franqueza. É como solicitar desculpas por pedir, por mera obrigação social. É uma falta de respeito fazer algo deste tipo, não se pode banalizar a desculpa, só se faz isto, quando realmente estamos arrependidos e faríamos algo pra voltar atrás ou minimizar os erros. Mas vamos esquecer este desleixo dos outros e vamos falar do que interessa... 
Que se algum dia eu te magoei, chateei ou simplesmente o deixei triste por algo dito/feito, me desculpe! Não é a minha intensão deixar que isso aconteça com as pessoas que eu amo, e, EU TE AMO! MEU AMIGO.


Eu vi este vídeo e resolvi colocar aqui e dedicar a você, pois você é exatamente lindo como a beleza desta mensagem. 




PARTE 1

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

PERTO DEMAIS.



Dan: Me diga.

Alice: Nada aconteceu, você estava com outra pessoa.

Dan: Ta justificando o que?

Alice: Não justifiquei nada, só tô dizendo.

Dan: Ta dizendo o que?

Alice: não to dizendo nada.

Dan: Eu só quero a verdade.

Alice: Onde você vai?

Dan: Cigarro.

Alice: Ta tudo fechado.

Dan: Eu vou... Eu vou ao terminal. Quando eu voltar, por favor me conta a verdade.

Alice: Por que?

Dan: Por que eu sou viciado nisso, por que sem isso somos animais. Confia em mim.

Ele sai, vai ate o fim do corredor, se arrependem, pega uma rosa e volta para o quarto. Ela ainda esta deitada, mas dessa vez com lagrimas mudas nos olhos, ele faz um carinho com a rosa no nariz dela e sorrir.

Alice: Eu não te amo mais.

Dan: Desde quando?

Alice: Agora, desde agora. Eu não quero mentir e não posso dizer a verdade, então acabou.

Dan: Não tem problema. Eu te amo, nada disso importa.

Alice: Tarde demais,  Eu não te amo mais Dan. Adeus. E a verdade? só para que você me odeie é que ele transou comigo a noite toda e eu gostei, tive orgasmos... Prefiro você, Agora vai.

Dan: Acontece que eu sabia, ele me disse.

Alice: Você sabia?

Dan: Precisava ouvir de você.

Alice; Por que?

Dan: Por que ele poderia ter mentido, precisava ouvir de você.

Alice: Eu não ia contar para você, você nunca me perdoaria.

Dan: Perdoaria, Eu perdoei!

Alice: Por que ele te contou?

Dan: Por que é um sacana.

Alice: Como ele pôde?

Dan: Para que isso acontecesse.

Alice: Mas por que me testar?

Dan: Por que eu sou um tremendo idiota.

Alice: É. Eu amaria você para sempre... Agora vai embora.

Dan: Não faça isso, fala comigo.

Alice: Tô falando, vai embora.

Dan: Não, Desculpa! Você não entendeu, Eu não quis.

Alice: Quis sim!

Dan: Eu te amo!

Alice: Onde?

Dan: O que?

Alice: Me mostra, onde esta o amor? Eu não vejo, eu não toco, Não sinto! Só ouço algumas palavras, mas não posso fazer nada com as suas palavras fáceis. O que você disser é tarde demais.

Dan: Por favor, não faça isso comigo.

Alice: Ta feito! Agora vai embora se não eu chamo os seguranças.

Dan: Você não ta numa boate de strip, não tem segurança aqui...
         Por que transou com ele?

Alice: Eu quis.

Dan: Por que?

Alice: Desejei ele.

Dan: Por que?

Alice: Você não esta la.

Dan: POR QUE CARAMBA ELE?

Alice: Ele pediu com carinho.

Dan: Ta mentindo.

Alice: E dai?

Dan: FALA QUEM É VOCÊ ? ( Ele a agarra e grita. )

Alice: EU NÃO SOU NINGUÉM! ( Cospe na cara dele )

Ele estende a mão para bater na cara dela.

Alice: Vai me bate, num é isso que você quer? me bater.

Ele bate com força.

- Nunca mais se viram.





( Me emociono. Minha cena entre muitas preferida, 
do filme, Closer, perto demais. 
Impossível falar, eu só consigo sentir! )

domingo, 23 de outubro de 2011

Adaptação.



Há fatos e sentimentos que ninguém nos tira. Não é preciso que o seu amor te corresponda pra que você ame-o. São incontáveis os poemas, músicas, monumentos, filmes, personagens, ou uma paixão, um amigo que nunca se beijou e nem mesmo chegou a corresponder tamanho afeto. Deveríamos fazer o que com estes versos não correspondidos? Jogar fora? Assim ninguém descobre tamanha tragédia em sua vida. Penso que não, penso que Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Pablo Neruda, Clarice Lispector, Caetano Veloso, Florence (and the machine)  e entre outros gênios devem publicar suas confusões amorosas independente do resultado final.



Penso que tudo pode mudar e acredito muito naquela máxima: “Nada é tão ruim, que não possa piorar”. Isto se encaixa perfeitamente em tudo o que podemos presenciar. Por isto viva o momento, viva o beijo, viva o segundo. O próximo pode ser horrível. Enfim adaptação ao novo é realmente difícil, ainda mais quando o novo é confuso ou no primeiro momento é bem pior do que o velho. ( OU NÃO )


No entanto o ser humano é persistente, principalmente com os erros. Parece que gostamos de carregar o sentimento de culpa, é algo similar ao que acontece em “Crime e Castigo” de Dostoievski . Enfim é a vantagem de errar, nos sentimos culpados começamos a refletir sobre as nossas atitudes, ficamos bons por um tempo e depois erramos novamente. É o que eu sei fazer, diriam alguns, não os culpo. Instinto e natureza são coisas que quase nunca mudamos.


E vou muito mais alem, alem do erro... Tenho uma tremenda dificuldade para identificar quando é o final. Alias de todos os amores que vivi isto é algo que penso sempre. Será hoje a ultima noite de amor, o ultimo beijo, o ultimo abraço, a ultima conversa sincera, o ultimo olhar de carinho... (Deve ser este o motivo de tanta intensidade das minhas alegrias e das minhas tristezas... QUANDO ESTOU APAIXONODO) Mas... enfim quando é o fim? 


Reconheço que adaptação é um processo profundo. Não é como um pires raso que transborda. É algo que necessita de pouca memória. Caso contrário será vergonhoso a sua adaptação. É como fugir. E não gostamos de fugir, isto não condiz com a cultura social. No fim temos de fazer algo simples, é mais fácil viver assim. No entanto, isto é só para quando estamos maduros. Viver é perigoso. Como sempre, não estou conseguindo dizer o que eu quero. Estou tentando adaptar os meus pensamentos para esta publicação, mas não sai nada. Tento colocar um final e como sempre não sei quando é o fim. Nada acontece no mundo real? Pessoas são mortas todos os dias. Diariamente alguém é traído, corrompido, enganado. Enfim, fatos não faltam o problema são os roteiristas ou escritores. Posso amar quem eu quiser. Se me acharem patético. Isto é problema deles, não meu. Você é aquilo que ama, não quem ama você. Foi o que eu decidi há muito tempo. ( É DO QUE SOU VÍTIMA HOJE ).




PRAZER! VAIDADE. ( MONSTRO, AINDA NÃO DOMADO... ) 


Enfim ontem eu era  um poeta, um apaixonado, um assassino, um criminoso, um político. Hoje eu sou um carteiro, um policial, um professor, um bom vivan, posso me adaptar há qualquer coisa, nada impede que eu desligue. 

  Isso é o que se ganha por viver sempre tão próximo da   atmosfera dos sonhos.


terça-feira, 27 de setembro de 2011

SOUVENIRS souvenirs SOUVENIRS souvenirs...

Não te quero senão porque te quero

Não te quero senão porque te quero, 
e de querer-te a não te querer chego, 
e de esperar-te quando não te espero, 
passa o meu coração do frio ao fogo. 
Quero-te só porque a ti te quero, 
Odeio-te sem fim e odiando te rogo, 
e a medida do meu amor viajante, 
é não te ver e amar-te, 
como um cego. 

Tal vez consumirá a luz de Janeiro, 
seu raio cruel meu coração inteiro, 
roubando-me a chave do sossego, 
nesta história só eu me morro, 
e morrerei de amor porque te quero, 
porque te quero amor, 
a sangue e fogo.

                                                               Pablo Neruda





Em lembrança, alguém que não será esquecido... 
B.j.  

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Paz and Furia / Amor and Ódio / Raiva and Calma >>> Sentimentos e condições dos mesmos.


Existem certos sentimentos que convivem muito próximos, 
perigosamente .

Só mais uma dessas que ninguém se interessa... / Perfume / Sentimentos / E eu bêbado por tais pessoas.

Como é bom voltar à inspiração, sei que o meu único leitor não vai acreditar. 
Pode parecer mero recurso estilístico, mas passei por um período bem amargo. 
Vamos ao que interessa.





Há pessoas que nos encantam, nos deixam transtornados, amargurados, desesperados ou até mesmo a beira da loucura. E tudo isto pode acontecer sem nenhuma explicação, sem nenhum aviso prévio. Aquela frase: o que é combinado não sai caro. Não funciona bem neste caso. Assim como o Big Bang, onde não sabemos por que começou e muito menos o motivo da continuação, assim é com estas pessoas que nos cativam. Quando vemos já estamos sedados e encantados por aquela pessoa. No primeiro momento isto pode parecer ótimo, formidável, excelente. Mas como quase tudo não é o que parece ser. Isto pode ficar muito mal no final.

É importante também não desprezar sentimentos passageiros. são Como um perfume logo o cheiro se vai. São sentimentos reais por pessoas reais.  Eu sempre permaneço ali encantando, bêbado por tais pessoas. Mas nada disto faz muito sentido para elas. Não quero falar de uma pessoa em especial, ao longo de nossas vidas são muitas as pessoas que nos encantam, e não estou dizendo encantar apenas no sentido amoroso. Há amigos, colegas, políticos, celebridades, atletas, escritores, músicos, um universo de pessoas que nos cativam, até grandes vilãs de novelas.

 'O menino do pijama listrado'  FILME QUE ME CATIVOU!

Encantar é assim mesmo, sem explicação. É como gostar de azeite. Sabemos que é ótimo, um verdadeiro néctar dos Deuses, mas qual é a explicação para isto? É mais ou menos assim, que acontece com as pessoas. O que torna tudo ruim é quando não somos correspondidos. Estamos ali olhando pra pessoa e ela não nos olha. Mandamos uma carta/E-mail/scrap/cutuque no FaceBook (rsrsrs ok, observação pessoal, me desculpe.)  pra pessoa e ela não responde ou pior, responde com fria e indiferença irônica. Fazemos mil elogios e ela nem se mostra grata. Você a cheira e ela nem sente o seu cheiro. Você beija e ela não sente. No final das contas você esta encantando por alguém, que não da importância alguma aos seus sentimentos ou a sua existência ou pior, faz questão de falar algo que te ridiculariza e menospreza seus sentimentos. E continuo não falando 
de amores, Há amigos, colegas, políticos, celebridades, atletas... até grandes vilãs de novelas.




Tem pessoas que a gente cisma com elas e nem sempre ou quase nunca elas cismam conosco. Então fica aquela coisa inútil, que não serve de nada e no fim das contas nem existiu. É muito engraçado quando isto acontece. Sabemos a vida da outra pessoa, o que ela fez, o que deixou de fazer e o que faz atualmente. Com quem namorou, com quem queria ter namorado, onde morou, onde nasceu, o que já escreveu, qual música gosta de ouvir, quais livros são de cabeceira, quantos amores ela já teve. No entanto, quando alguém pergunta pra esta pessoa sobre você. Ela simplesmente, não sabe de quem se trata, ou seja, você não existe pra ela. Ela não sabe o seu nome, de onde veio, o que já fez e muito menos o que vai fazer. E nem desconfia o quanto ela é importante pra você.( TUDO ISSO NO SENTIDO MAIS FIGURADO E “TRANSFIGURADO” POSSIVEL, logo sei que será realmente muito difícil para os que lerem entenderem do que estou falando, diria ate impossível, diria ate illuminati  KKKKKkkkkkkk...) Assim há muitas pessoas que te marcam eternamente e nunca mais vão sair da sua memória, mas esperar que isto aconteça também é um tanto infantil demais. 



Alias não importa que você, não exista para a pessoa. O sentimento de carinho não deve fenecer por meros detalhes. Tem pessoas que vimos umas cinco ou quatro vezes na vida e isto foi o suficiente para você lembrar-se dela pra sempre em sua mente ( Jean, e faço questão de citar este nome, talvez, o dono do nome nem imagine o respeito, carinho e a veracidade da admiração que tenho por ele, embora não podendo corresponder o carinho da forma que ele desejou, eu o tenho para sempre em minha memoria). E não é aquela lembrança defunta, muito pelo contrário, é viva, forte e singular. E estas coisas podem acontecer com quem você menos espera, pode ser com o seu vizinho, com alguém que mora longe, com alguém que viu uma única vez ou algumas vezes, com uma pessoa que você atendeu no trabalho ou mesmo com uma que você viu no ponto de ônibus. Neste mundo de possibilidades é difícil mensurar quem vai deixar de existir ou não pra você.


BY: Igor Queiroz
... Continuo inspirado ...  



domingo, 25 de setembro de 2011

A HUMANIDADE E A ARTE GASTRONÔMICA DA VINGANÇA.



A vingança é um prato que se come frio. Não há frase mais realista do que esta e nós seres humanos levamos ela muito à sério. Arrisco dizer, que ela é mais levada a sério do alguns mandamentos 
como: não mataras, não desejara a mulher do próximo. A vingança é algo tão procurado pôr nós, que somos capazes de tudo para executa-la, 11 de Setembro  (Que muito se falou esse mês) é um exemplo da vingança ao extremo, a invasão do Iraque é outro. Não importa o tempo e os fatos que já se foram, a vingança nunca é deixada de lado. Ela se come frio, mas com gosto. A Segunda guerra mundial começou pôr vingança ao desfecho da primeira guerra, conhecida pelo eufemismo de revanchismo Alemão, o nome correto é vingança Alemã.

Hitler não era um brilhante demagogo e muito menos tinha uma boa oratória, tempos atrás, conservava á ele a visão de um gênio, do mau, mas um gênio, pensamento que aprendi com algum SENSO COMUM DA PORRA. Hoje sei que qualquer idiota era capaz de fazer o que ele fez, pelo simples argumento da vingança. Nenhum filosofo, intelectual ou operário precisava algo mais para se convencer da destruição do mundo, para no fim sentir que enfim cumpriu a vingança que lhe cabia. Hitler só foi um idiota, que estava no lugar e na hora certa, para fazer toda aquela bobagem. Em nome da vingança. Uma mulher é capaz de dormir com o melhor amigo do marido, para se vingar de algum deslize dele.

Na lógica da vingança, não importa o que se faz e nem as consequências de suas ações, o que importa é o resultado da sua tão planejada vingança. Alias ela deve ser sempre planejada, nada de fazer as coisas de cabeça quente, tudo é meticulosamente calculado, pensado, repensado, cada passo é medido, cada gesto é premeditado, cada palavra é vigorosamente pensada e calculada, cada grito, cada sussurro, cada gemido, cada dialogo. Tudo esta ali, dentro do enredo, nem o cinema é capaz de ser tão meticuloso. Na lógica da vingança o que importa é que no final se coma frio.
Vidas são dispensáveis, sentimentos são desprezíveis, nada vale mais do que a vingança, nem mesmo grana, fama, nada. O absoluto é a vingança para no fim nos sentirmos vingadores.

Não lembro por que comecei a falar sobre a vingança, acho que foi pela frase, que merece ser repetida: “A vingança é um prato que se come frio”. Esta frase é tão completa, que não precisa de se dizer mais nada. Podemos até dizer que se trata de uma teoria, de uma tese, de uma verdadeira afirmação científica. Então pensei que fosse, bom começar pôr ela. Não que eu seja vingativo ou que tenha sido vingado.
Queria citar outra frase também, acho que Nelson nunca a disse por não conhece-la, ela é perfeita para Nelson em sua luta contra os idiotas: “Se você acredita em tudo que lê é melhor nem ler”. É uma frase bem amarrada, acho que não precisa explicar muita coisa, tudo bem que o idiota não vai entender e vai continuar acreditando em tudo que lê. É pôr isto, que não acredito em mim, só escrevo coisas da minha cabeça delirante, que cria um mundo paralelo para no final estar com razão.
O pior não é viver nesta loucura da razão pela razão. A tragédia é Ter seguidores, milhares deles, alucinados, sedentos por uma palavrinha sua, por um conselho, por um pitaco. Até mesmo um palavrão esta valendo, na falta dele um em boa hora, que vira embora. É a fome por algo a escutar de um idiota qualquer. No meu caso, não 

tenho milhares e sim um único leitor.EU!





sábado, 10 de setembro de 2011

CONSELHOS DE CAIO FERNANDO ABREU. > COMO UMA LUVA... TKS.

“Às vezes me lembro dele. Sem rancor, sem saudade, sem tristeza. Sem nenhum sentimento especial a não ser a certeza de que, afinal, o tempo passou. Nunca mais o vi, depois que foi embora. Nunca nos escrevemos. Não havia mesmo o que dizer. Ou havia? Ah, como não sei responder as minhas próprias perguntas! É possível que, no fundo, sempre restem algumas coisas para serem ditas. É possível também que o afastamento total só aconteça quando não mais restam essas coisas e a gente continua a buscar, a investigar — e principalmente a fingir. Fingir que encontra. Acho que, se tornasse a vê-lo, custaria a reconhecê-lo.”
- Caio Fernando Abreu.´

domingo, 4 de setembro de 2011

MINHA QUALIDADE/MEU SUPER PODER*



Eu sei que, ando sempre falando as mesmas coisas e bobagens. Tento mudar. Quase sempre em vão. As formulas se repetem, as chatices voltam e os cacoetes não me deixam. É mais ou menos como pisar na merda. Aquela bosta parece que nunca vai sair do seu sapato. Seria a minha sina? Talvez seja. Ir a todo tipo de lugar e ser olhado sempre com os mesmos olhos. As mesmas expressões nada simpáticas e os mesmos julgamentos. O meu corpo parece carregar o meu passado e parece que todos conseguem vê-lo em questão de segundos.

Todos nos temos qualidades, mesmo um assassino tem as suas. Eu tenho uma, que na verdade fico sempre me perguntando. Isto é qualidade? Eu tenho um super poder, leio pensamentos. Isto mesmo. Sei tudo o que as pessoas estão pensando. No entanto, só sei o que pensam de mim. Não sei o pensamento sobre a crise mundial de um economista. Sei apenas, que ele me acha um imbecil. Os outros pensamentos que não são sobre mim, eu não sei. Simplesmente, não escuto. Em outras palavras o meu “super-poder” não é tão super assim. É algo bem pessoal, serve apenas pra mim e mais ninguém.

Isto pode parecer fantástico, saber o que as pessoas pensam de você, sem exceção alguma.  Sua mãe, seu pai, seu amigo, seu namorado, seu primo, uma desconhecida, a atendente do caixa do supermercado ou mesmo seu patrão. No entanto, só parece, pois isto é uma grande merda. Já “escutei” cada coisa do tipo: “Que cara mais chato”, “Que cara idiota”, “Ele se acha né? Não sabe de nada”, “Muito idiota!”, “Ele não sabe nem se vestir”. Enfim é daí pra baixo, em certas situações eu não consigo nem conversar mais. Toda minha inspiração e boa vontade vão por água abaixo.

Minha vontade era de não saber, de não escutar. O pensamento do outro é dele, e não posso ter o direito de escutá-lo. Mas ao contrário do que pode parecer, não escolhemos ter ou não um “super poder”. É um dom, é claro que preferia ser um músico do estilo Pink Floyd, mas o que me sobrou foi escutar as asneiras que falam de mim. E como se isto não bastasse, eu sou curioso. Então quando não escutei os pensamentos, pois não estava presente. Pergunto o que fulano de tal ou sicrano falaram sobre isto e aquilo e especialmente, da minha pessoa.

Ser o filho torto da família. É algo que pode ser trágico ou nada demais. Se eu fosse filho da minha irmã mais velha,( EXEMPLO ) preferia não saber. Depois de um tempo, em que você está totalmente acostumado com o fato de que sua irmã mais velha é sua irmã.  E que sua mãe é sua genitora. Eles chegam até você, quando tem uns quinze ou dezoito anos e te dizem que sua irmã, na verdade é sua mãe. E que sua mãe é na verdade sua avó. Prefiro não saber. Esta seria minha conclusão em um caso destes. Se eu fosse filho de outro pai, sabe minha mãe saiu com um cara transou com ele e ficou grávida. No entanto, o cara sumiu e ela nem teve como contá-lo. Minha mãe namorava e neste tempo tinha terminado.  O namorado ficou sabendo do caso e por gostar muito da minha mãe, me assumiu como filho e casou com ela. Uma história dessas, eu prefiro não saber. ( NO MEU CASO NÃO É NADA DISSO. ) Já estou habituado que o marido da minha mãe é meu pai. Ele já se habitou com isto também, já tenho mais dois irmãos e sou o mais bem tratado de todos. Por que vou querer saber que o meu pai na verdade não é meu pai, que o verdadeiro pai, só transou com a minha mãe uma vez e nada mais do que isto. Ele nem mesmo sabe que eu existo, prefiro que continue não sabendo. Nem eu e nem ele precisamos saber da existência de um do outro.


Sinceramente há coisas que não devemos saber. Ao comermos um bife se soubermos o sofrimento que o animal passa. Teremos nojo de nossa própria futilidade. É necessário amarrar um animal, para que ele não exercite os músculos para depois comermos um bife super macio?  É preciso saber que o seu ex-namorado transou com a seu melhor amigo? É preciso saber que você nunca foi importante pra um amigo? É preciso saber que a sua vida foi mera futilidade? Prefiro não saber de certas verdades e de certos fatos. Sou impotente diante de quase tudo, o máximo que posso faze é ficar com raiva, chorar ou me chatear. Portanto a ignorância em certos casos é necessária e de certa forma cai muito bem.


BY: Igor Queiroz

sábado, 6 de agosto de 2011

APEGOS E DESAPEGOS.



No princípio eu era esperma, meu apego eram os testículos...
e houve meu primeiro desapego, ejaculado no ato de amor entre o varão e a varoa. 


E MUTIO QUE BEM... E ASSIM COMECEI A ALIVIAR-ME COM MEUS DESAPEGOS.


E do meu primeiro desapego, 
por ironia eu tenha me apegado a outros tantos, muitos outros testiculos...


PARA: DOXO, COM MUITO AMOR E CARINHO. HÃN? O.o




ENTÃO EU? LEVEMENTE CANALHA. ou cafajeste, OU O FRUTO DA CÓPULA ARDILOSA DOS DOIS HOMOSSEXUAIS. CANALHA + CAFAJESTE = ME , E fim de papo. 


MENTIRA! O PAPO NUNCA  ACABA... ISSO TUDO É MUITA BESTEIRA. O QUE ACABA É O INTERESSE NA CONVERSA, ACABA A VONTADE, O DESEJO...
 A VIDA NUM ACABA? POIS O AMOR ACABA TAMBÉM.e deixa eu falar baixinho só para você, um dia o seu ódio vai acabar. TUDO ISSO JUNTO PODE ACABAR DE UMA SÓ VEZ, OU, PODE ACABAR AOS POUCOS. MAS QUE ACABA, ACABA! AGORA O PAPO??? ESSE AI... Vai longe... 



Sera que minha  inocência já acabou? O.o 




Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:
' -Ah, terminei o namoro...
-Nossa, estavam juntos há tanto tempo.....
-Cinco anos... que pena...acabou....
-É...não deu certo...'
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida, é que você pode ter vários amores. ( SE APAIXONAR VARIAS DEMASIADAS VEZES )
Não acredito em pessoas que se complementam.
Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos essa coisa completa.
Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.
Tudo junto, não vamos encontrar.
Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.
E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não brigue, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar.... ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?
O legal é alguém que está com você, só por você.
E vice versa.
Não fique com alguém por pena.
Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói.
Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração.....
Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.
E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse....
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta.
Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.
E nem todo sexo bom é para descartar... Ou se apaixonar... Ou se culpar...
Enfim... 


E A IRONIA ? quem disse que ser adulto é fácil???






domingo, 31 de julho de 2011

( AMOR A TERRA ) Mais uma de Clarice...

Laranja na mesa.
                   Bendita a árvoreque te pariu. 
(Amor à Terra)

Clarice Lispector


Sensações? TURBULÊNCIA!

Eis quem não temeu a escrita de inúmeras elegias
Antagonista do sofrimento que mergulha nos desatinos da vida, se afoga.

O coração que batia, agora esmurra.
O meu sangue que cada vez mais rápido pulsa
como uma afluente que deságua de uma veia em outra veia loucamente

Os pensamentos?!?
Todos subversivos:
- Que delicia o beijo daquele HOMEM!
- Que tesão na bunda daquela MULHER!

BY: Igor Queiroz